09 maio

TESTES COMPORTAMENTAIS: ENTENDA COMO CONHECER MELHOR SEUS COLABORADORES

Por meio de técnicas, é possível avaliar a personalidade e o desempenho de cada membro da equipe.

Testes comportamentais: entenda como conhecer melhor seus colaboradores

Uma grande empresa sabe dar valor a cada membro da equipe que a compõe. Por isso, gestores de corporações de médio e grande porte têm consciência de como é importante conhecer melhor os seus colaboradores. A cada dia, técnicas de avaliação mais sofisticadas e eficientes são desenvolvidas, no sentido de dar ao administrador um panorama sobre o perfil, a personalidade, o conhecimento prático e a saúde mental de seus funcionários.

São testes de diferentes aplicações e efeitos, modeláveis à realidade de cada negócio. Os benefícios em utilizá-los podem ser obtidos desde o recrutamento de novos talentos, para identificar os candidatos mais bem preparados, até no diagnóstico de produtividade de quem já faz parte do organograma.

É importante ressaltar que tais metodologias devem ser acompanhadas por pessoas de capacidade reconhecida, como profissionais de recursos humanos, psicólogos e demais especialistas em análise comportamental.

Veja dez testes que podem auxiliar o corpo diretivo de seu negócio a conhecer melhor o potencial, rendimento, personalidade e capacidade técnica de quem se propõe a integrar a empresa ou de quem já faz parte dela:

Inventário Fatorial de Personalidade

Este teste de personalidade propõe-se a avaliar uma pessoa com base em 15 aspectos psicológicos, que incluem características como agressão, dominância, autonomia e desempenho. Sua aplicação deve ser feita por um psicológico, baseado em um manual de aplicação. São mais de 100 itens avaliativos, aos quais o próprio candidato ou colaborador responde se corresponde à sua característica. Tratam-se de afirmações, para as  quais a pessoa aplica uma pontuação de um a sete a fim de determinar se aquilo se encaixa com a sua própria personalidade. Os resultados devem ser avaliados levando em consideração o contexto, já que o candidato pode manipular suas respostas para ter características mais desejáveis para a empresa.

Teste de Zulliger (Teste Z)

Este teste foi desenvolvido pelo psicólogo Hans Zulliger e é feito com base em três cartões manchados por tinta. Por meio deste conteúdo abstrato, o teste estimula a interpretação de pessoas em grupo. Cada um dos cartões procura avaliar questões específicas da personalidade, afetividade, relacionamento e outros aspectos. Sua facilidade de aplicação o popularizou em dinâmicas de contratação coletiva espalhadas por todo o mundo, pois pode trazer várias vantagens a um gestor em diferentes situações. Com ele, é possível obter a estrutura básica da personalidade de alguém, tornando público o conjunto de sentimentos que norteia cada pessoa avaliada.

Teste de conhecimentos específicos

Esta forma de avaliação é uma das mais recorrentes, tanto em processos seletivos em corporações quanto em concursos públicos. Isso porque dá grandes indícios do domínio real do candidato ou colaborador sobre sua área de atuação. Estes testes devem ser criados especificamente para cada tipo de vaga, abordando temas teóricos e técnicos relativos ao cargo pretendido. As metodologias podem incluir questões discursivas, de múltipla escolha ou até mesmo práticas. Muitas empresas, além do conteúdo específico, aplicam questões de conhecimentos gerais, o que permite compreender melhor os traços culturais de cada um.

Teste de raciocínio lógico

Um teste de lógica é aquele que avalia o nível de raciocínio de uma pessoa para resolver situações. Ou seja, é a capacidade de interpretar uma situação adversa e, com base em uma construção coerente de pensamento, encontrar a melhor alternativa de solução. O desempenho nestas questões pode indicar níveis de inteligência, proatividade, iniciativa, capacidade interpretativa, análise de contexto, tomada de decisões, entre tantos outros quesitos essenciais para uma boa atuação profissional. Existem inúmeros testes já desenvolvidos, que utilizam uma pluralidade de ferramentas, como imagens, textos, peças, quebra-cabeças, palitos de fósforo, labirintos etc. Uma de suas vantagens é que são diferentes níveis de dificuldade, ou seja, pode ser indicado para distintos perfis de vagas.

Teste de habilidades sociais

Esta metodologia é indicada não apenas para entrevistas de emprego, mas para conhecer melhor o quadro de colaboradores. Ele permite estipular qual o nível de habilidade social de cada um, o que indica a capacidade de se relacionar harmonicamente com outras pessoas. Isso pode servir de parâmetro para corrigir possíveis problemas interpessoais e aprimorar ainda mais o trabalho em equipe. Geralmente, é feito por meio de perguntas e respostas, sejam escritas ou em caráter oral. Este teste é dinâmico e pode ser modulado por um psicólogo para atender melhor às especificidades de cada empresa.

Bateria Fatorial de Personalidade (BFP)

BFP foi desenvolvida com base no modelo dos Cinco Grandes Fatores da personalidade. Os traços extroversão, socialização, realização, neuroticismo e abertura a novas experiências são as medidas de comportamento mais aceitas e utilizadas cientificamente.  Dentro destas cinco características, estão várias outras questões incorporadas, como comunicação, interação social, dinamismo, comprometimento, depressão e abertura a novas ideias. Os resultados podem ser surpreendentes, pois informam, com alto grau de precisão, as tendências de pensamento e comportamento. Na prática, é possível conhecer melhor as virtudes e fraquezas do profissional.

Teste de Atenção Concentrada (Teste AC)

Esta avaliação é capaz de calcular a capacidade de uma pessoa em se concentrar e se manter focada em determinada tarefa por um período de tempo. Além disso, permite mensurar outros desempenhos neurológicos, como percepção, orientação espacial, processamento de informações, desenvolvimento motor e reação a estímulos. As metodologias que o cercam possuem inúmeras versões. Geralmente, fazem uso de símbolos estilizados, com formatos e cores diferentes, exigindo que o candidato identifique esses padrões e posicione-os em grupos de semelhança. A sua aplicação é muito importante para funções que exigem concentração máxima em tempo integral.

Questionário de Avaliação Tipológica (Teste QUATI)

Este instrumento tem como objetivo avaliar a personalidade por meio das escolhas feitas por cada pessoa. Ele é capaz de traçar características cognitivas e comportamentais de candidatos ou colaboradores já contratados, fornecendo subsídios para prevenir, detectar ou resolver conflitos dentro das organizações. Sua aplicação é simples, feita por meio de perguntas rotineiras. As respostas são avaliadas de modo que se pode chegar a conclusões sobre impulsividade, egoísmo, extroversão, ousadia e tantos outros traços de comportamento que influenciam diretamente na forma como o trabalhador se comporta dentro da empresa.

Inventário de Administração de Tempo (ADT)

O método ADT objetiva descobrir como alguém faz uso de seu próprio tempo durante a jornada de trabalho. Os próprios psicólogos do setor de recursos humanos podem, facilmente, aplicá-lo no sentido de traçar diagnósticos sobre a produção pessoal de cada um. Existem guias de aplicação disponíveis para aquisição. O mais comum reúne 96 afirmações relacionadas aos comportamentos do colaborador enquanto presta seus serviços à empresa. Seus resultados práticos podem trazer ganhos reais de produção e lucro.

Escalas Beck

A rotina em uma grande empresa pode gerar efeitos na personalidade dos colaboradores. Por isto, um gestor cuidadoso pode fazer uso de métodos que avaliam a saúde mental de sua equipe. A Escala Beck é uma das formas mais eficientes de se obter resultados clinicamente confiáveis, pois avalia sintomas de ansiedade e depressão em seus diferentes níveis. É composta por inventários que calculam desde a infelicidade e o pessimismo perante à vida (Escala de Desesperança) até, em situações extremas, a tendência da pessoa em tirar a própria vida (Escala de Ideação Suicida). A cada dia, empresas de diferentes segmentos utilizam-se deste tipo de acompanhamento rotineiro para avaliar a satisfação de seus membros perante a vida.

Lembre-se de que todos os testes possuem metodologias específicas para servir de parâmetros eficientes de análise. Cada um se propõe a um objetivo e exige um acompanhamento criterioso para que seja realmente confiável. É melhor, então, conhecer melhor suas aplicações e efeitos antes de implementá-lo na sua empresa. O que você achou deste artigo? Deixe um comentário para nós relatando como estas técnicas podem ser úteis no seu negócio!

Share this